icon-fone
(48) 3228-5140 / 3228-5121
Segunda a sexta / 08h às 12h / 14h às 18h
  Segunda, 07 Março 2016 13:50

A sociedade e as ruas

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Todas as grandes mudanças de comportamento político e mudanças de regime de governos aconteceram por meio de pressão popular exercida nas ruas. Em todo mundo os povos quando não se sentem representados ou não tem suas necessidades atendidas pelos seus governantes, ocupam as ruas com suas bandeiras de lutas e reivindicações.

No Brasil não foi e não é diferente!Foi assim que mudamos os regimes de ditadura, nas "Diretas já" e foi assim que conquistamos a democracia. As ruas sempre foi o lugar ocupado pelos trabalhadores e seus sindicatos e pelos movimentos sociais, pelas mais diversas necessidades.

Em junho de 2013 um grupo de pessoas decidiu ocupar as ruas sem bandeiras, sem objetivos claros, sem coordenação, sem saber o que iria acontecer e que conseqüências poderiam ter. A partir deste episódio o movimento cresceu sem rumo certo, mas com o objetivo de ser contra tudo e contra todos. Os meios de comunicação brasileiros, junto com algumas organizações conservadoras, se apropriaram da situação, se juntaram, dividiram e rotularam a sociedade em pobres e ricos, esquerda e direita, pretos e brancos, nordestinos e não nordestinos, causando uma grande disputa entre o certo e o errado.

Desde então nos deparamos com freqüentes marchas pelas ruas do Brasil organizadas pelos meios de comunicação e por várias organizações de direita conservadora, reacionária e inconformada com a derrotada nas urnas. Que vão as ruas com discursos de ódio e preconceitos, induzindo grande parte da população despolitizada e de fácil manipulação. Pois, eles não reivindicam nada para o conjunto da sociedade brasileira, mas sim, para interesse exclusivo da classe rica e egoísta.

Em resposta a estas manifestações conservadoras, vêm à mobilização dos verdadeiros trabalhadores através dos seus sindicatos, centrais sindicais, associações, movimentos sociais e partidos políticos de esquerda. Trazendo de forma organizada, clara e com alternativas para a construção de uma sociedade melhor e justa. Com bandeiras de defesa dos direitos dos trabalhadores, da soberania brasileira, da verdadeira democracia, de igualdade de condições para todos, sem qualificar as pessoas por raça, gênero ou etnia.

Temos que ir às ruas reivindicar os nossos direitos sem dúvidas, mas temos que respeitar as diferenças, exigir punição a quem for julgado culpado pelos seus erros independentes e partidos políticos, sem pré julgamentos.

A corrupção deve e tem que ser banida do Brasil, os corruptos e os coniventes com a corrupção, mas não podemos eleger os corruptos a serem cassados, pois o crime é o mesmo, o tratamento tem que igual para todos, sem exceção.

Vamos juntos defender a democracia, a soberania brasileira, os direitos dos trabalhadores e de toda a sociedade. "DIREITO NÃO SE REDUZ SE AMPLIA".

Rogério Manoel Corrêa
Lido 687 vezes
Rogério Manoel Corrêa

Presidente (Condomínio Cannes)

Filiado

filiado fecescfiliado contracsfiliado cutfiliado dieese

Manual do trabalhador

Um instrumento dos trabalhadores na defesa dos seus direitos. Ele apresenta as principais garantias previstas na legislação e nas convenções e acordos coletivos de trabalho assinadas pelo Sindicato.

BAIXAR MANUAL

SEEF - Sindicato dos Empregados em Edifícios e em Empresas de Compra
Venda, Locação e Administração de Imóveis de Florianópolis/SC

Cód. Sindical: 914.565.164.01868-4    |    CNPJ: 78.664.125/0001-03
  Av. Mauro Ramos, 1624, 1º andar
     Centro -/ Florianópolis / SC
  (48) 3228-5140 / 3228-5140